BLOG

STF enterra lei bolsonarista que autorizava demissão ou prisão de professores

O STF derrubou uma das leis mais obscuras e retrógradas já aprovadas em Alagoas.

Por nove votos a 1, a Escola Livre deve ir para a lata do lixo.

A lei abria brechas para o Estado punir professores até com a demissão ou prisão, se eles discutissem política e religião em saia de aula.

Era mais um jabuti da extrema direita brasileira, que puxa o país para a Idade Média.

Só que em Alagoas, os idealizadores da lei- sem capacidade cognitiva- copiaram e colaram a mesma iniciativa adotada em outros estados- o Escola Sem Partido. Os argumentos tinham bases imaginárias ou em suposições delirantes.

Sorte que o vice-governador Luciano Barbosa, na época secretário Estadual de Educação- se recusou a aplicar a lei. Nem a Assembleia Legislativa chiou. A vergonha era maior.

Sorte que o Escola Livre não levou a polícia para a sala de aula. Mas iniciativas semelhantes existem pelo país e têm o aval de Jair Bolsonaro.

Os demônios da História não dormem.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O AUTOR