BLOG

O amor é eterno e Paulo Gustavo é luz

Espírita não ora para que nenhum ser desencarne, pois quando é instruído sabe que a morte corporal é uma passagem para outra forma de vida, na plenitude espiritual. Mas pode orar para que o enfermo seja curado, tenha suas dores aliviadas, receba conforto e amparo na erraticidade quando o corpo falece. Assim fizemos muitos de nós, brasileiros sensíveis, que sendo espíritas ou não, elevamos muitos pensamentos de luz ao ator Paulo Gustavo, vítima de Covid-19, durante o longo processo de luta.

Hoje Paulo é flama liberta, longe da dor que afligiu sua carne, mas sob os efeitos do desenlace e saudades dos amores que ficaram na Terra.

O país que todos os dias chora, hoje lamenta um pouco mais, enquanto agradece pelo riso que sua arte nos fez desferir alto e sem freios nas reuniões familiares ou a sós, assistindo Dona Hermínia e seus amores, personagem mais famoso e atrativo que Paulo incorporou, como mãe.

Não quero narrar o desamor da homofobia com largo espaço neste texto. Aqui o desejo é imprimir a beleza de Paulo ter amado, ter sido amado, e as contribuições desse amor para uma sociedade carente de humanidade.

A linda família de Paulo Gustavo é a marca da poesia que enfrenta a violência e supera os limites do moralismo que desumaniza.

Leve para a vida de liberdade o aceno de milhares de nós, que emitimos vibrações de paz, pensando com carinho no seu rosto sorrindo.

Esta é a oração que fazemos, para que seu retorno à erraticidade seja sequência da beleza de existir, luz eterna!

Assim é.

5 respostas

  1. Paulo Gustavo, obrigada por me arrancar tantos sorrisos, vc era um dos poucos com esse poder… Sorrirei menos agora
    Vá em paz meu grande ídolo !
    Vc foi brilhante aqui na terra !

    1. Querida Celena!
      Sorria por gratidão a ele, pois onde ele estiver receberá o seu, o nosso, carinho.
      Um abraço carinhoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O AUTOR