BLOG

Gugu mostrou que TV brasileira violou limites em nome da audiência e mercado

Em 7 de setembro de 2003, a briga pela audiência aos domingos entre SBT e Globo radicalizou.

Gugu Liberato exibiu entrevista com falsos integrantes do PCC, incluindo ameaças de morte a políticos e jornalistas de programas policiais.

Até ali, a briga pela audiência nos domingos já havia ultrapassado os limites do bom senso: até crianças se abaixando em garrafas simbolizando o ato sexual eram exibidas sem pudores.

A farsa do PCC parece ter sido um ponto de inflexão.

Anos depois, na Record, Gugu arriscou o mesmo tom alarmista em “matérias” bombásticas. Como a que violou o túmulo de Dercy Gonçalves para saber qual a posição foi enterrado o caixão.

Os rituais funerários são sagrados e íntimos há séculos. Mas a audiência e o mercado …

Como mais e mais pessoas têm TV a cabo e internet, houve a opção em não se assistir ao horror.

E o programa do Gugu acabou-se.

Não é ruim lembrar dos erros. Ruim é repeti-los.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O AUTOR