BLOG

Collor aumenta espaços na política; o que sobrará para Renan Filho?

Acima das opiniões dos coloridos ou não ou dos interesses particulares, Fernando Collor é um personagem de destaque na política.

Um sobrevivente que não se quebrou depois do impeachment presidencial, ganhou uma eleição em vinte e poucos dias ao Senado (derrotando um governador franco favorito na disputa, Ronaldo Lessa) e hoje tem status de conselheiro de Jair Bolsonaro- acompanha até reunião ministerial.

Um personagem é bastante semelhante a Collor: Renan Calheiros. Seu espaço na oposição a Bolsonaro cresce aos poucos, sua posição a respeito da Lava Jato repercute.

No próximo ano, os videntes eleitorais preveem que Collor vai enfrentar, na disputa à reeleição, o governador Renan Filho. E se isso acontecer, Renan, que não tem a mesma expressão política do pai, terá pela frente uma máquina (Bolsonaro + Collor + sentimento anti-Renan).

Além da Assembleia. Um aliado de Renan no legislativo estadual diz que se Renan renunciar ao Governo para disputar o Senado, perde apoio dos deputados no outro dia. E os parlamentares seguem os caminhos de Arthur Lira, que é aliado de Collor.

O cenário é móvel, mas nas condições atuais Renan Filho pode contar com bem menos do que ele imagina. Ele nem tem um sucessor com a mesma capilaridade eleitoral. Seu futuro depende do presente e Collor joga com todas as peças nas mãos.

O que sobrará para Renan Filho?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O AUTOR