Lua-res

Foto: Tasso Claudio Scherer, em Santa Catarina.

Lua-res
Porque surges nos crepusculares
Transformando o breu
Prateando a noite…

Lua-ris
Pode ser no cais
Na praia, na montanha, na fazenda
Qualquer lugar é convidativo!

Lua-rás
Silenciosamente surgirás
Sem precisar competir
Com o astro-rei que aquece a vida!

Lua-res
Te afastarás dos pesares
Desses aborrecimentos que estorvam o dia
Procurando enxergar os encantos…

Lua-rando
Serás feliz amando
Com o brilho que o Universo te fornece
Sem precisar invejar o que é de outrem…

Lu-ares, tu, Lu-arei, eu, lu-aremos todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *