BLOG

Líder em analfabetismo, Alagoas ainda paga salário muito ruim a professores

Quanto ganha um professor no Maranhão?

R$ 4.046,02 a quem cumpre 20 horas semanais e R$ 8.092,06 para jornada de 40 horas semanais.

Líder em analfabetismo, Alagoas paga, segundo novo edital do concurso da Educação R$ 2.195,13, para uma jornada de 30 horas semanais.

Há diferenças do passado e do presente.

A Alagoas de hoje, do governador Renan Filho (MDB), nada em dinheiro: mais de R$ 5 bilhões em caixa, turbinando obras, alegrando prefeitos, vereadores, lideranças políticas.

O maior conjunto de investimentos da história da educação é de Renan Filho: mais de R$ 1 bilhão, incluindo uma bolsa para atualização profissional e tecnológica a professores.

Mas isso não é política de Estado e sim da ocasião eleitoral do momento. Renan disputará o Senado, tem pela frente Fernando Collor, um sobrevivente do mundo que tritura almas chamado Brasília.

Mas ele segue uma tradição velhíssima, do tempo em que Alagoas nem tinha governador mas presidente de província.

Um tempo em que professor era tratado como um abnegado, um cristão arrastando uma cruz, com salário de miséria mas amando seus alunos, aceitando morrer em sala de aula sob esgotamento mas ensinando em nome do progresso.

Certamente essa visão ultrapassada pode ser superada. Ser professor não é uma profissão de fé. Envolve um trabalho de construção e necessidades. O salário dos nossos profissionais não paga por tudo isso.

Ou paga?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O AUTOR