BLOG

Líder de Bolsonaro põe Renildo Calheiros na rota da CPI

O líder do Governo na Câmara, Ricardo Barros, rebateu as suspeitas levantadas pelo deputado Luis Miranda, na compra da Covaxin.

Segundo a CNN:

O político também explicou que a medida provisória que permitiu a compra de vacinas da Índia, e que recebeu uma emenda de sua autoria, também “foi motivo de emendas de oito parlamentares, entre eles o presidente da CPI da Covid, Omar Aziz”, e também do deputado Renildo Calheiros (PCdoB-PE), que é irmão do senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI.

Desde o final de semana e pelas redes sociais, o bolsonarismo, ao estilo, arrastar Renildo Calheiros para a CPI. Estratégia para desestabilizar o relator da comissão, Renan Calheiros.

Lembrando que já houve a tentativa de envolver o governador Renan Filho (MDB) nas investigações, através da compra de respiradores pelo Consórcio Nordeste. O caso não prosperou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O AUTOR