Em 1 ano, 128 novos registros de agrotóxicos no Brasil

Os números estão no Boletim Anual de Produção, Importação, Exportação e Vendas de Agrotóxicos no Brasil, do Ibama, e publicados nesta quinta-feira (4) no Money Times.

De 2016 a 2017, o número de registros de agrotóxicos passou de 277 para 405.

Mas, de acordo com o órgão ambiental, “o valor total das vendas caiu de 541.861,09 toneladas para 539.944,95 toneladas”.

“o número de defensivos registrados em 2018 foi de 450 e, nos seis primeiros meses deste ano, chegou a 211. O valor está na média dos dois últimos anos: no primeiro semestre de 2018, foram registrados 208 produtos e nos seis primeiros meses de 2017, o número de defensivos registrados chegou a 171. Em 2019, apenas um produto traz um ingrediente ativo novo”, diz o Ibama.

Desde 2008, o Brasil lidera, no mundo, no consumo de agrotóxicos. Crescimento de 190% (entre 1998 e 2008), enquanto no mundo, no mesmo período, este crescimento foi de 93%.

Relatório da Abrasco, divulgado em 2015, mostra que 70% dos alimentos consumidos no Brasil in natura estão contaminados por agrotóxicos.

Deixe uma resposta