‘Cabeça quente’, disse empresário à PC, sobre dar tiro no governador

Ouvido pela Polícia Civil, empresário do ramo de alimentos- dono de restaurante em um shopping de Maceió, disse que estava de “cabeça quente” ao dizer, em vídeo enviado a grupo de Whatsapp, que queria dar um tiro no governador de Alagoas, Renan Filho (MDB). Ele negou plano para matar o chefe do Executivo estadual.

Em nota, a PC alagoana disse ter ouvido o empresário:

A Polícia Civil de Alagoas localizou e ouviu, neste sábado (18), o empresário que gravou um áudio em tom de ameaça ao governador Renan Filho.

No depoimento, confirmou que o áudio foi realmente gravado por ele, mas se desmentiu do gravado, justificando que estava de cabeça quente e afirmando não pretender atentar de forma alguma contra a vida do governador.

Na segunda-feira, após os procedimentos de praxe, a Polícia Civil encaminhará o inquérito policial ao Poder Judiciário. O caso está sendo investigado como crime de ameaça.

6 thoughts on “‘Cabeça quente’, disse empresário à PC, sobre dar tiro no governador

    1. Avatar

      Não, pra que prender o cidadão. Ele já falou nao tem intensao de fazer mal ao governador ,não va mos usar as mesma armas usada pelos bolsominions .Nem agir como o carluxo.

Deixe uma resposta