Vibrador e virgindade: saiba mais!

O universo dos itens de sex shop pode causar muitas dúvidas nos consumidores, principalmente se tratando de pessoas que não possuem muita experiência, o que é extremamente comum e normal.

Quando o assunto é virgindade, muitas mulheres possuem inúmeras dúvidas se podem ou não utilizar vibradores, se a utilização fará perder a virgindade e muito mais. Confira a seguir o conceito de virgindade e entenda a relação com os vibradores e outros brinquedos eróticos:

A virgindade

Antes de mais nada, é muito importante falar sobre o conceito de virgindade.

Para muitas pessoas, a virgindade é a presença de uma membrana que se encontra na entrada do canal vaginal, essa membrana é chamada de hímen. A primeira vez em que a vagina da mulher é penetrada, geralmente o hímen é rompido, podendo sangrar e causar uma sensação de dor.

Para outras pessoas a questão da virgindade é muito além do rompimento de uma membrana, é a questão da entrega emocional e sexual para alguém pela primeira vez.

O vibrador pode tirar a virgindade?

O hímen é uma membrana extremamente frágil e sensível, que pode ser rompida até mesmo sem penetração. Há mulheres que rompem o hímen realizando tarefas do dia a dia. Dessa forma, a utilização dos vibradores pode sim romper o hímen.

No entanto, como dito anteriormente, o conceito de virgindade pode ser interpretado muito além do rompimento do hímen, afinal, atividades físicas ou da rotina do dia a dia, podem ser responsáveis pelo rompimento, sem que haja a questão da entrega emocional e sexual para outra pessoa.

Se já utilizei brinquedos eróticos, não sou mais virgem?

Ou seja, se você já utilizou vibradores, pênis de borracha e outros itens de sex shop, pode ser que o seu hímen tenha sido rompido, sem que você tenha tido relações sexuais com outra pessoa.

No entanto, é muito importante lembrar que a virgindade pode representar algo muito além de uma questão somente física, afinal, ter relações sexuais com outra pessoa, é uma escolha e representa intimidade, confiança e outras emoções que só podem ser sentidas com outro alguém.

Dessa forma, mesmo com o hímen rompido por itens eróticod, por exames ginecológicos ou por atividades do dia a dia, você pode sim se considerar virgem, se não teve relações sexuais de entrega física e emocional com outra pessoa, tudo depende daquilo que você acredita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *