Urbanitários são convocados para eleger sua diretoria 2024/2028

O Sindicato dos Urbanitários de Alagoas convoca todos/as os/as trabalhadores/as das empresas que atuam na sua base sindical, inclusive aposentados com direito a voto, associados/as ao Sindicato em geral e em pleno gozo dos seus direitos, para participar das eleições da entidade, visando a composição da Diretoria Executiva, Conselho Fiscal e respectivos Suplentes, nos dias 20 e 21 de fevereiro/2024.

A Comissão Eleitoral divulgou edital, após prazo legal, informando que apenas a chapa ‘‘Unir para Reconstruir’’ se inscreveu para participar do pleito, tendo como candidata a presidenta Dafne Orion, atual dirigente da entidade, que deverá ser reeleita para o quadriênio 2024/2028.

As eleições ocorrem conforme edital, no dia 20/02, das 8h às 17h com urnas fixa e itinerantes no interior e Capital e, no dia 21/02, também das 8h às 17h, com urnas fixas e itinerantes em Maceió e, das 8h às 15h com urnas fixas e itinerantes no interior.

Os locais de votação com urnas fixas e itinerantes são as seguintes:

CASAL/MACEIÓ: Edifício Sede, Prédio do GEMAN (Rua do Sossego. s/nº), e PRATAGY.
EQUATORIAL/MACEIÓ: Edifício Sede.
Urnas itinerantes em Maceió.
No INTERIOR haverá urnas fixas e itinerantes nos municípios dos arredores que formam a grande Maceió e Gerências de Rio Largo, São Miguel dos Campos, Penedo, Arapiraca, Santana do Ipanema, Delmiro Gouveia, Palmeira dos Índios, Matriz de Camaragibe e União dos Palmares.
*NOVOS DESAFIOS*
A candidata a reeleição Dafne Orion afirmou que coloca seu nome novamente para estar a frente dos destinos da entidade com “grande alegria, sentimento de dever cumprido e de enorme responsabilidade. Este é um dos mais importantes sindicatos de Alagoas e tive a honra de estar a frente desta valorosa entidade nos seus 80 anos de organização. Os desafios deste primeiro mandato foram gigantes, mas enfrentamos todos eles com criatividade, seriedade e, principalmente coragem de construir uma nova forma de fazer movimento sindical”.

Dafne destaca que seu mandato foi desafiador, pois teve que enfrentar uma pandemia, privatizações de quase todo o saneamento do Estado e, ainda, “um governo que fez de tudo para destruir os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras”.

A candidata a reeleição diz que vai continuar buscando a união da categoria visando fortalecer ainda mais a entidade, “estamos reconstruindo cada pedra derrubada, reorganizando nossa casa e fortalecendo nossa luta. Peço, mais uma vez, a confiança de cada filiado em nosso compromisso de luta, para que juntos, possamos avançar na construção de uma vida justa e digna para todos e todas”.

Fonte: assessoria

ÚLTIMAS

.