Testemunhas de uma igreja do cofre e do lucro

Em sua missa on line, o padre Júlio Lancelotti subiu o tom das críticas após o ministro Nunes Marques, do STF, liberar o funcionamento de templos e igrejas na pandemia.

A decisão de Nunes Marques utiliza os mesmos argumentos de Jair Bolsonaro, que indicou o ministro; de Damares Alves, fundamentalista religiosa e; Silas Malafaia, representante de cassinos da fé.

Lancelotti, referência internacional na luta por dignidade aos moradores de rua, disse:

– ” terrível perceber como a nossa Justiça é enviesada “;

–  a “essencialidade da liberdade religiosa é o testemunho , e não ir ao templo”;

– “vão no templo e não testemunham Jesus , mas testemunhar o cofre e o lucro”

– o” testemunho de Jesus, hoje, é garantir proteção social para o povo. Garantir vacina massiva para o povo. De 1 milhão a 3 milhões de vacinados por dia”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *