Sob embargo desde 1958, Cuba fabrica os próprios respiradores contra o covid-19

Sob embargo dos Estados Unidos desde 14 de março de 1958- 62 anos em 2020, os cubanos são obrigados a fabricar respiradores, por causa das restrições comerciais.

Segundo a Fórum , “um dos exemplos que mostram essa realidade é o fato de que os pesquisadores do Centro de Neurociências de Cuba desenharam um novo tipo de respirador artificial, que já está sendo fabricado no país, para serem usados no tratamento de pessoas infectadas pelo vírus SARS-CoV-2”.

Apesar dos poucos recursos tecnológicos disponíveis, Cuba conseguiu fabricar algumas dezenas de unidades do novo respirador, graças a alguns componentes eletrônicos enviados pela China, um dos poucos países do mundo que mantém relação comercial com a ilha socialista.

Segundo Francisco Durán, diretor do Departamento de Epidemiologia do Ministério de Saúde Pública de Cuba, “atualmente temos 225 casos ativos, e menos de 10 são considerados graves, desses que requerem ventilação mecânica, mas não podemos nos descuidar e devemos estar preparados para uma maior demanda, caso esse cenário aconteça no futuro”.

Deixe uma resposta