BLOG

Salve o fundador do Espiritismo: Allan Kardec

Todos nós renascemos com possibilidades reais de ajudar outras individualidades, alguns porém, trazem consigo a capacidade de ajudar multidões, e nos movimentos da vida estas ações se integram, se abraçam, comunicando ao amor maior que o fluxo da evolução salva esta humanidade a partir de si mesma, a partir de cada ser que leva adiante sua própria gana de descoberta e auxílio ao próximo.

A mim sempre agradou a sonoridade do nome Hippolyte Léon Denizard Rivail, espírito a quem enviamos abraços de energia com teor de gratidão por nos possibilitar ser espíritas hoje.

A escolha de um codinome baseado em revelações espirituais nos trouxe Allan Kardec, o fundador do Espiritismo, tenha ele assumido isto para si ou não.

Sem a força de determinação de Kardec não teríamos a base formal da qual nos utilizamos para estudos e divulgação do conteúdo espiritual revelado, e ainda que o próprio Rivail tenha buscado a todo custo assumir uma postura de mediador, sua mente, seu corpo, e toda sua energia de vida dedicada a reunir os elementos dispersos, o transformaram por mérito neste fundador.

O tempo terreno nunca será grande o suficiente para uma pessoa concluir tarefas na alçada do que remexe convicções, mas a ação de cada ser tem força de continuidade e completude, e hoje nós reconhecemos que Kardec nos abriu a compreensão de uma estrada que já existia e trilhar estes caminhos nos confere responsabilidades de cuidado e aperfeiçoamento na atualidade.

Com respeito a este espírito dedicado às inquietações da vida eterna, não enveredamos por narrativas ácidas que pretendam obnubilar sua trajetória, mesmo aquelas feitas em nome do progressismo baseado em confrontos de opiniões, ao qual respeitamos. Não haverá fanatismo nesta escolha, mas clareza no entendimento dos enfrentamentos que o homem Hippolyte foi capaz de levar adiante para nos legar o patrimônio libertador que nos resgatou das condenações eternas.

Que nossos renascimentos na Terra possam ser fomentados na linha destes exemplos, onde a natureza das necessidades humanas e espirituais está ajudando cada um de nós a exercer um trabalho de amor, seja no cuidado da individualidade saudável ou da coletividade irmanada, para que assim possamos fazer desta história um acréscimo na melhoria da vida comum.

Salve Allan Kardec, por ter fundado o Espiritismo vestindo o corpo de Hippolyte Léon Denizard Rivail!

VEJA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O AUTOR