Saiba quais as 2 ações direcionadas a moradores de rua vetadas por Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou nesta quarta-feira a lei 14.029/20, que destina R$ 1,5 bilhão em verbas remanescentes de exercícios anteriores dos fundos de assistência social para ações de atendimento a pessoas vulneráveis durante a pandemia do novo coronavírus, informa o UOL.

Jair Bolsonaro vetou 3 artigos, dois deles destinados aos moradores de rua.

São eles: obrigar a medição de temperatura de pessoas em situação de rua que frequentam restaurantes populares ou abrigos e a necessidade de estados e municípios terem cadastros dessas pessoas, com dados como o grau de escolaridade, as fichas médicas e as situações de dependência química.

O quê o presidente alegou?

“nem todas as situações de emergência demandam a medição da temperatura” e que realizar o cadastro com as informações sugeridas poderiam “constranger moradores de rua, devido à violação de sigilo”

Deixe uma resposta