BLOG

Por que os ricos prosperarão?

Analisar o que está por trás das cortinas é o que faz existir uma cientista social em mim, e muitas vezes é doloroso enxergar o que foi jogado para baixo do tapete, ignorando vidas e mortes, principalmente em processos de adoecimentos.

Uma epidemia me levou a um hospital. Neste lugar eu vi a política matando.

Parecia ser somente uma gripe, mas era um surto de Influenza A Subtipo H3N2. O choro das crianças denunciava de fila de atendidos, e a inconsciência da maioria das pessoas sobre o fenômeno era patente.

A oferta do mínimo sempre parece o máximo para quem chega a um hospital.

Quando estamos no século XXI vivenciando histórias de campanhas antivacinais no paralelo ao esfacelamento das condições de sobrevivência dessa população que encontrei doente, sabemos que a morte do povo virou política de contenção demográfica.

O que me vale a simplicidade e o existir periférico no mundo, é poder chegar bem perto dos olhos sem leitura dessa gente que agoniza na febre, entre dores e tossidos, com pouca ou nenhuma comida em casa.

O instante do soro para hidratar com uma dose de vitaminas do complexo B diluída, é o momento de glória do político local, mantenedor de servos e moribundos agradecidos.

As inaugurações, reinaugurações, eventos pomposos e ruidosos, excluem a vida real dos investimentos maciços no essencial. Mas a politicalha que se apropriou da política não tem coração, nem alma, assim prospera nessa terra de misérias.

Os vírus estão sendo bem utilizados pelos poderosos brasileiros na concretização do que almejam.

A fome enfraquece o corpo, as sequelas das viroses libertarão mais rapidamente estas almas. Não nos iludamos com jargões messiânicos, porque neste contexto de enfermidades e misérias, os ricos prosperarão.

Quando ricos prosperam, geram ainda maiores quantitativos de pobres, porque eles nos empobrecem com ações políticas de caráter e consequências econômicas.

Ao povo a fé e quiçá o voto em 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O AUTOR