PMEs faturam mais de R$ 1 bilhão no e-commerce no primeiro semestre de 2021

Pequenas e médias empresas brasileiras faturaram mais de 1 bilhão de reais nos primeiros seis meses de 2021, de acordo com uma pesquisa realizada pela Nuvemshop, plataforma de vendas digitais.

O valor corresponde a mais do dobro (140%) daquele alcançado no mesmo período de 2020, cujo total faturado foi de aproximadamente R$ 428 milhões.

Os resultados do levantamento são baseados no banco de dados da Nuvemshop, que conta com mais de 85 mil negócios cadastrados. As informações apontam que os pedidos na plataforma saltaram de 9,3 milhões no primeiro semestre de 2020 para mais de 20 milhões no mesmo período de 2021, o que representa um aumento de 121% em relação ao ano passado.

“Com a instauração da pandemia, tanto os pequenos e médios negócios quanto os consumidores se viram diante da necessidade de reinventar seus modelos de comércio e consumo, o que foi facilitado pelas plataformas de e-commerce”, comenta Thomas Carlsen, COO e co-fundador da mywork, startup especializada em controle de ponto online e gestão de departamento pessoal para PMEs. “Muitas pessoas compraram online pela primeira vez e gostaram muito da experiência, o que pode representar um novo hábito de consumo para uma parcela da população brasileira”, avalia.

Os segmentos que mais faturaram com as vendas via e-commerce no primeiro semestre de 2021 foram: Moda (R$ 342,8 milhões), Saúde & Beleza (R$ 85,8 milhões), Acessórios (R$ 72,3 milhões), Casa & Jardim (R$ 42,2 milhões) e Eletrônicos (R$ 27,7 milhões). Assim como registrado em 2020, São Paulo é o estado que mais fatura com vendas online no país, seguido, respectivamente, por Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Da assessoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *