PB: advogados são agredidos dentro da delegacia por policiais civis

Advogados da Paraíba alegam terem sido agredidos e presos dentro da delegacia, por policiais civis, quando um deles tentou fazer a defesa de seu cliente.

Segundo o Conjur, “o procurador das Prerrogativas da OAB-PB, Igor Guimarães, foi agredido fisicamente, teve seu telefone celular quebrado, suas calças rasgadas e quase acabou sendo preso”.

O advogado Mário de Oliveira Filho, presidente da comissão de direitos e prerrogativas da Associação Brasileira de Advogados Criminalistas (Abracrim), registrou parte do episódio na delegacia em live.

“A origem da confusão se deu quando o advogado Felipe Leite foi destratado pela delegada Viviane Magalhães após impedir que ele acompanhasse a oitiva de uma prisão em flagrante em que um dos envolvidos era seu cliente”, diz o Conjur.

A delegada Viviane Magalhães gritou e chamou o advogado de filho da puta.

Felipe Leite contactou a OAB. Recebeu apoio da presidente da Comissão de Prerrogativas da OAB-PB, Janny Milanês, que esteve pessoalmente na delegacia. Ela conversou com a delegada que admitiu ter se exaltado mas não retiraria nada do que disse ao advogado.

Felipe Leite recebeu uma ligação de um homem identificado como um delegado e marido de Viviane Magalhães, com ameaças indiretas.

Mais e mais advogados chegaram à delegacia para prestar solidariedade a Felipe Leite. Dois advogados foram presos na delegacia.

“Eles foram trancados em uma cela com grades sem nem informarem a razão. O delegado ficou em frente à porta, proibindo a minha entrada e deixando nossos colegas incomunicáveis”, lembra Janny Milanês.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *