Pandemia e necessidade de trabalhar afastam crianças e adultos de aulas on line

No caminho da pandemia está a evasão escolar.

Segundo a BBC, apesar de alunos das escolas públicas de alguns lugares mais remotos do Brasil terem acesso à internet pelo celular e às aulas on line, a exigência do trabalho afasta crianças e adultos desta jornada.

Também existe o medo. Há quem considere 2020 um ano escolar perdido; outros temem decisão do retorno à sala de aula presencial durante a pandemia.

Pelos dados oficiais, há 50 milhões de brasileiros entre 14 e 29 anos. 20% não completaram alguma das etapas da educação básica, diz a BBC.

Motivos do abandono escolar? necessidade de trabalho, desinteresse pelas aulas, mulheres que engravidam, internet de péssima qualidade ou até a falta dela. 71,1% deste contingente é negra ou parda.

O custo anual da evasão escolar é de R$ 214 bilhões ou 3% do PIB.

“Isso porque os jovens que têm a educação básica completa passam, em média, mais tempo de sua vida produtiva ocupados e em empregos formais, com maior remuneração; têm maior expectativa de vida com qualidade — estima-se que cada jovem com educação básica viverá quatro anos de vida a mais que um jovem que não terminou a escolaridade — e tendem a ter um menor envolvimento em atividades violentas, como homicídios”, diz estudo do Instituto Ayrton Senna, em parceria do Insper com a Fundação Roberto Marinho.

Deixe uma resposta