Morte de PM vira ensaio para golpe de Estado dos bolsonaristas

Ainda não há provas que mostrem que o policial militar Wesley Soares – morto por agentes do Bope após 3h30 de negociações sem sucesso (segundo a BBC)- tenha se recusado a cumprir ordens do Governo da Bahia, sobre ações na pandemia.

Mas, o bolsonarismo aproveita para faturar nas redes sociais em torno do episódio e pregar um golpe de Estado.

Eduardo Bolsonaro diz que vivemos um “sistema ditatorial” e “protestos pipocam pelo mundo e a imprensa já não consegue abafar. Estão brincando de democracia achando que o povo é otário”.

Bia Kicis incita um motim da PM contra o governador da Bahia, Rui Costa.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *