MG: Mulher foi morta por ex dentro de viatura da PM; Estado é condenado a indenizar familiares

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais condenou o Estado a indenizar, em R$ 110 mil, a mãe e os três irmãos de Lais Andrade Fonseca. Aos 30 anos, ela foi morta a facadas pelo ex-companheiro, de 34 anos, dentro de uma viatura da Polícia Militar. O crime foi em outubro de 2017. As informações são do G1.

Ela havia chamado a polícia depois de perceber que era monitorada por uma câmera instalada pelo ex-companheiro, dentro do banheiro. Ele confessou que desconfiava de traição.

A vítima e o ex entraram na viatura para irem à delegacia. No caminho, o ex-namorado sacou uma faca e a matou.

Para o desembargador do caso, os policiais não podiam transportar os detidos sem a adoção de medidas de segurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *