Médico morre horas antes de tomar vacina

Divaldo Brandão, 95 anos, primeiro médico da cidade de Mutuípe, interior da Bahia, morreu horas antes de tomar a vacina contra o coronavirus. Seria o primeiro morador do município a ser imunizado.

A causa da morte não foi divulgada.

Um ano após se formar em Medicina, em 1952, já na cidade, comandou campanha de vacinação contra a febre tifóide.

As informações são do UOL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *