Maceió ultrapassa média nacional de crianças de 5 a 11 anos vacinadas contra a Covid-19

Maceió superou, nesta segunda-feira (21), o percentual de 40% de crianças de 5 a 11 anos vacinadas com a primeira dose dos imunizantes contra a Covid-19. Com 39.192 de doses aplicadas, a capital alagoana alcança 40,17% do público pediátrico preconizado pelo Ministério da Saúde para a vacinação nesta campanha. O percentual está acima da média nacional, que é de 36,75% da população infantil vacinável, segundo o Vacinômetro Brasil.

Para avançar com a imunização pediátrica, a Prefeitura de Maceió preparou uma ambientação apropriada para garantir segurança e acolhimento às crianças, seguindo todas as orientações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Inicialmente, os quatro pontos fixos que dispõem de estrutura especialmente voltada para a vacinação tiveram uma área destinada especificamente para este público, com atividades interativas, animação com personagens do universo infantil e trenzinho da criança.

Além da estrutura, a Prefeitura desenvolveu ações para fortalecer a campanha, com atividades nos finais de semana, incluindo Corujão no dia 5 de fevereiro; mobilização no Terminal do Osman Loureiro com todas as raias destinadas às crianças no dia 12 de fevereiro; e Domingo da Criança nos dias 23 e 30 de janeiro e 20 de fevereiro.

Novos pontos

Na última segunda-feira (21), a vacinação infantil chegou às unidades de saúde II Centro (Praça da Maravilha, Poço); Durval Cortez (Prado); Ouro Preto; Cláudio Medeiros (Rio Novo); Paulo Leal (Feitosa); Arthur Ramos (Henrique Equelman); Unidade Docente Assistencial Professor Gilberto de Macedo (Ufal); e US Vanderli Maria de Andrade (Riacho Doce). Também foi ativado um ponto de vacinação pediátrica no Shopping Pátio (Cidade Universitária) e em escolas da Rede Municipal de Ensino.

Junto com estes novos pontos, a Prefeitura segue vacinando as crianças nos quatro pontos fixos instalados no Terminal do Osman Loureiro (Clima Bom), na Praça Padre Cícero (Benedito Bentes) e no Papódromo (Vergel do Lago), no horário das 9h às 16h, e no Maceió Shopping (Mangabeiras), das 9h às 21h.

Combate às informações falsas

Desde o início da vacinação contra a Covid-19, em janeiro de 2021, a Prefeitura de Maceió tem buscado manter a população bem informada sobre os benefícios da vacinação. Para isso, tem seguido todas as orientações do órgão regulador, a Anvisa, buscando ouvir especialistas para reforçar essas informações. Desde o início da vacinação infantil, em 17 de janeiro, a Prefeitura tem se empenhado em contestar a disseminação de notícias falsas, buscando a validação de especialistas sobre a segurança das vacinas.

“As vacinas pediátricas são seguras, amplamente testadas para levar proteção às nossas crianças e ampliar a proteção contra a Covid-19”, afirma o médico infectologista Renee Oliveira.

Confira documentação para vacinação pediátrica

Para vacinar o público de 5 a 11 anos, é necessário que as crianças estejam acompanhadas dos pais ou de adulto responsável. Os pais devem apresentar o próprio documento de identificação com foto, CPF e documentação da criança, que deve ser RG ou Certidão de Nascimento e Caderneta de Vacinação, CPF ou Cartão SUS.

Caso os pais não estejam presentes é necessário o preenchimento do TERMO DE ASSENTIMENTO PARA ADMINISTRAÇÃO DA VACINA COMINARTY-PFIZER PEDIÁTRICA, além da cópia do documento de identificação do pai ou mãe, o qual ficará retido no ato da vacinação. Por fim, a Caderneta de Vacinação da criança e o CPF ou Cartão SUS.

Termo de assentimento para o público infantil de 5 a 11 anos

Caso a criança não tenha CPF ou Cartão do SUS será necessário apresentação da Certidão de Nascimento. Para as crianças com comorbidades, também será necessário apresentar a prescrição médica, que ficará retida no local da vacinação.

Salvo as crianças com comorbidades, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) não exigirá prescrição médica nem cadastro prévio para a vacinação de crianças que deverão estar obrigatoriamente acompanhadas pelos pais ou responsáveis e, na ausência destes, por adulto com declaração de autorização assinada pelos pais.

Confira mais informações

Descrição de comorbidades incluídas como prioritárias

Pessoas com deficiência – Plano de Vacinação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.