Informações e cuidados ao Brasil abandonado

Se você sabe o que representa a pandemia do novo coronavírus para o futuro do Brasil em quantidade de óbitos, e puder de algum modo espalhar informações sobre contágio, sintomas e atitudes pertinentes ao caso, faça a sua parte ajudando quem ainda está desinformado, pois este contingente existe.

Envie mensagens pelo zap sobre os verdadeiros processos de transmissão, riscos de contágio e letalidade do vírus, inclusive relatando as diferentes reações que cada organismo pode apresentar.

Existe um contingente muito alto de analfabetos digitais que no máximo ouve mensagens vocalizadas. Eles não sabem usar máscaras, e as colocam nos rostos de maneira inadequada.

Muitas vezes acreditamos que todos já estão informados, mas infelizmente nosso país é campeão em desigualdade inclusive neste aspecto.

Para batalhar contra as estatísticas de Bolsonaro, que verbalizou trinta mil e também cem mil mortos, quando ainda em campanha, só temos a nós mesmos.

Não adianta esperar que o governo ou as instituições lutem por nós, pois eles já lutam absolutamente por si mesmos, e ainda levaram o senso de realidade junto, deixando nosso país a deriva entre os apelos do consumo e a sanha de voltar a uma normalidade que por ora está perdida.

Bravos brasileiros doam máscaras, cestas básicas e outros auxílios que talvez nós não possamos oferecer, contudo, informação se tornou algo muito valioso no combate à pandemia, principalmente neste tempo que parece dominado por notícias falsas, governos falsos e números imprecisos de contágio e mortes.

Por incrível que possa nos parecer, apenas nós podemos nos salvar com a ampliação da informação e tomando os cuidados possíveis. No mais, nosso país está desgovernado.

Lutemos para não entrar nas estatísticas macabras de Bolsonaro!

Deixe uma resposta