Era Bolsonaro quer congelar valores de aposentadorias e pensões

Em busca de dinheiro para o Renda Brasil, a área econômica da era Jair Bolsonaro busca congelar, por dois anos, aposentadorias e pensões.

Na regra atual, anualmente, os benefícios previdenciários são corrigidos pelo INPC, o que impede que aposentados e pensionistas que recebam menos que o salário mínimo, que é reajustado anualmente.

A era Bolsonaro quer a desindexação: ou seja, retirar a correção via INPC, o que congela os benefícios previdenciários por dois anos.

Se a proposta do Ministério da Economia for aprovada, todos os benefícios previdenciários ficam congelados no valor atual – independentemente da inflação ou do aumento salarial do período. São benefícios previdenciários, além das aposentadorias e pensões, o salário-maternidade, o auxílio-doença e o salário-família, entre outros. Programas assistenciais, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC), não entrariam nessa regra, diz o G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *