BLOG

Em Maceió, Eduardo Leite lançará Rodrigo Cunha ao Governo

O PSDB está em busca de um candidato para chegar ao segundo turno da disputa presidencial. Este nome pode ser o de Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul.

Mas, os tucanos precisam ter palanques nos estados. Não é diferente em Alagoas.

Neste sábado em Maceió, Leite lançará o senador Rodrigo Cunha ao Governo, o que não surpresa: ele já se movimenta assim desde que se separou de Jair Bolsonaro.

A dúvida é: quem será o candidato de Cunha ao Senado?

Veja material da assessoria

O governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB), um dos pré-candidatos à Presidência da República nas eleições de 2022 pelo Partido da Social Democracia Brasileira, concede entrevista coletiva à imprensa alagoana neste sábado (17) às 14h e 30min no espaço Le Jardin, situado na Rua Industrial Luiz Calheiros Júnior, 211, no Farol. Leite vem à Maceió a convite do senador Rodrigo Cunha (PSDB), presidente estadual do partido.

Na pauta da entrevista, os avanços da gestão do governador no estado gaúcho, planos e idéias de sua pré-candidatura e projetos a serem apresentados em se concretizando o seu nome como representante do PSDB à disputa pelo Palácio do Planalto nas próximas eleições nacionais.

Eduardo Leite é o governador do Estado do Rio Grande do Sul, eleito com 3.128.317 votos – 53,62% dos votos válidos nas eleições de 2018. Nascido em Pelotas, em 10 de março de 1985, tem mandato até 2022. Chegou ao Palácio Piratini aos 33 anos de idade. É o governador mais jovem do Brasil. Leite começou cedo a trajetória na política. Foi prefeito de Pelotas entre 2013 e 2016, após receber 110 mil votos. Antes disso, foi secretário municipal, vereador e presidente da Câmara Municipal na mesma cidade.

Durante os quatro anos à frente da prefeitura de sua cidade natal, modernizou a gestão, priorizou a austeridade fiscal e, assim, conseguiu o equilíbrio das contas. Garantiu financiamentos para a realização de grandes obras de infraestrutura e reestruturação do sistema de mobilidade urbana, além de melhorar índices de Saúde e de Educação.

Terminou o mandato de prefeito com 87% de aprovação popular nas pesquisas de opinião. Por considerar a reeleição um problema no atual sistema político brasileiro, não concorreu a um novo mandato e indicou como candidata a vice-prefeita, Paula Mascarenhas, que foi eleita com 112 mil votos.

Eduardo Leite foi escolhido pela revista americana Americas Quarterly como um dos cinco políticos mais promissores da América Latina, entre os nomes com menos de 40 anos de idade. Estudou políticas públicas na Columbia University, em Nova York, EUA, e cursa mestrado em gestão pública na Fundação Getulio Vargas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O AUTOR