É por mim e por você que lavo as mãos

Quem não estiver cansado dos vícios de explicar tudo como profecia espiritual, que grande número de espíritas tem, que não lave as mãos.

Eu já estou lavando as minhas mãos! E isto é um lance fisiológico, preventivo, porque eu não estou buscando interpretar psicografias, estou consciente das minhas responsabilidades com a vida, inclusive com a dos outros.

Esta pandemia estarrece o mundo principalmente porque as sociedades estão mais equipadas para matar e morrer do que para salvar vidas; não é portanto nenhuma punição divina.

Já está na hora de superar esta “infância espiritual”, por certo, e agir com responsabilidade individual e coletiva sem alimentar a chama da fantasia, pois a hora é imprópria para fugas ou pânicos.

Podemos ser úteis a milhares, se soubermos cuidar de nós mesmos neste momento.

Usemos o verbo para fortalecer os novos hábitos como profilaxia, como demonstração de humanização, cuidados conosco mesmos e com as pessoas vulneráveis que nos cercam.

É por mim e por você que eu lavo as mãos!

Deixe uma resposta