Decisão pró-Lula prova que almoço não é grátis na lambança da Lava Jato’

CURITIBA, PR, 26.04.2019: LULA-ENTREVISTA - O ex-presidente Lula concede entrevista exclusiva à Folha e ao jornal El País, na sede da Polícia Federal, em Curitiba, onde o petista está preso, nesta sexta-feira. (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)

Lula move 14 processos apontando que Sérgio Moro agiu de forma parcial nas apurações e julgamento da Operação Lava Jato.

Estes 14 processos perdem seu objeto, após decisão do ministro do STF, Edson Fachin, lavajatista e morista.

O almoço não é grátis: Lula se salva e Sérgio Moro, também.

Lula teve acesso, via STF, a milhões de arquivos hackeados, cuja autenticidade foi comprovada pela Polícia Federal.

E a defesa do ex-presidente mostra, a conta-gotas, o potencial explosivo destas mensagens.

É nitroglicerina pura, detonando a República de Curitiba, pelo pouco que apareceu até agora.

A aura no entorno de Sérgio Moro fica preservada pelo STF.

Lula reestabeleceu seus direitos políticos para as eleições do próximo ano.

Sérgio Moro também está neste jogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *