BLOG

Daniel Silveira é o retrato do cidadão de bem, protegido pelas instituições

O deputado federal bolsonarista Daniel Silveira é o resumo do cidadão de bem, protegido pelas instituições e com licença para seguir uma vida de crimes, numa estrada com pouquíssimos obstáculos.

Quase nada segurou a ascenção de Silveira. Quase porque foi preciso ele ameaçar ministros do STF para ser preso, ainda assim com poucas chances de ter o mandato cassado e todos os caminhos abertos para ser reeleito ou ganhar nas urnas para governador do pobre Rio de Janeiro.

Se ele ameaçasse eu ou você estaria preso?

Silveira já foi acusado de falsificar documentos; é investigado por uso indevido de dinheiro publico, desacato.

Mesmo assim, foi eleito deputado federal.

Parece existir um acordo entre o eleitor e as instituições. Os dois lados toleram gente de bem como Daniel Silveira.

Um perfil que existe há décadas pelo pais. As CPIs da Pistolagem e do Narcotráfico deram nomes e sobrenomes de cidadãos de bem. Quantos estão presos? Quantos estão soltos? Quantos gozam de mandato na política?

Jair Bolsonaro acumula mais de 60 pedidos de impeachment na Câmara. Nenhum deles foi a plenário.

Carlos Bolsonaro ganhou doações eleitorais de pessoas que receberam auxílio emergencial. O TRE do pobre Rio de Janeiro aprovou as contas do filho presidencial.

O general Villas Bôas ameaçou ministros do STF pelo Twitter. O que aconteceu depois?

De tropeços e atropelos, Silveiras, Villas Bôas e Bolsonaros sobrevivem pelo país, cercados de glórias, tutelados por um bocado de gente. Odeiam o Estado porque querem-no apenas para si, aos próprios gozos.

E o povo é induzido a crer que tem de sustentar ou tolerar pessoas assim. Pagando caro.

Vai acreditando que é proibido se insurgir contra essa gente de bem

Talvez seja. A realidade mostra que sim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O AUTOR
error: Conteúdo protegido!