Dados apontam crescimento para franquias que ensinam programação e robótica para crianças

Ao adquirir uma franquia, o empreendedor tem a cautela de investir num negócio testado e com suporte em tempo integral, mas a receita de sucesso vem, principalmente, da escolha do segmento em que vai atuar.

Segundo estudo da ABF (Associação Brasileira de Franchising), um dos setores menos afetados pela pandemia da Covid-19 e registrou menos queda de faturamento, foi o de Serviços Educacionais. Além de um faturamento de R$1.360 milhões ao longo do primeiro semestre de 2021, com relação a franquias de tecnologia, que fazem parte do segmento de Comunicação, Informática e Eletrônicos.

“Considerando a reabertura dos estabelecimentos físicos e o avanço da vacinação, ao optar por investir em uma franquia do segmento educacional, o investidor tem à sua frente um leque abrangente de áreas na educação a serem exploradas. Meu conselho é: mais vale prezar pela necessidade que o mercado apresenta atualmente e em momentos futuros”, comenta Marco Giroto, fundador da SuperGeeks.

Com mais de 50 unidades em operação no país, a SuperGeeks conta com um projeto de expansão no Brasil e em outros países, como Portugal, Estados Unidos, Japão e regiões de língua espanhola. E pretendem inaugurar e comercializar 24 unidades, até o final de 2022.

A rede oferece modelos de negócios com investimentos que variam entre R$ 22 mil e R$ 200 mil no Brasil e de 55.000 EUR no exterior. Ademais, uma das modalidades de negócio que mais fazem sucesso nas franquias de tecnologia é a microfranquia, investimento mais econômico do que as franquias tradicionais.

Esse modelo permite que o empreendedor trabalhe em modo home office, reduzindo ainda mais os custos da operação. As expectativas para SuperGeeks em 2022, são de um aumento no faturamento da rede em 50%, diante do reaquecimento do mercado, reabertura física das unidades e conscientização da importância da ciência da computação nesse momento.

Pensando sempre nos alunos e nos franqueados, a SuperGeeks, um passo à frente das escolas de tecnologia, trabalha os cursos de Realidade Virtual e Realidade Aumentada. Sabendo que o mercado de trabalho está de olho nos futuros gênios da tecnologia, a escola oferece o “Mixed Reality”, curso voltado para essas tecnologias.

“Uma das tecnologias mais promissoras para o futuro é a Realidade Virtual e Realidade Aumentada. Ela estará em praticamente tudo, desde educação, passando por cirurgias médicas e até mesmo projetos de engenharia em tempo real, isso sem citar a publicidade, comércio eletrônico, entretenimento e muito mais. As crianças e adolescentes que tiverem este conhecimento hoje, estarão à frente da maioria das pessoas que não possuem este conhecimento e poderão seguir se especializando nesta carreira ou até mesmo usando este aprendizado para aprimorar qualquer carreira que queiram seguir”, afirma Giroto.

Fundada em 2014, a SuperGeeks é a primeira escola de Programação e Robótica para crianças e adolescentes do Brasil. A rede surgiu quando seus fundadores — Marco Giroto e Vanessa Ban, que moravam no Vale do Silício (EUA), perceberam que escolas, empresas e políticos americanos estavam se mobilizando para ensinar Ciência da Computação para crianças e adolescentes.

A importância do ensino de tecnologia não se dá só para quem pretende trabalhar em empresas de tecnologia. Ela é imprescindível para a formação dos profissionais do futuro. O conhecimento em Ciência da Computação pode ser aplicado em diversas áreas e profissões como medicina, biologia, segurança e administração.

Com mais de 4 mil alunos matriculados, a rede oferece diversas categorias de cursos e adota modelo de ensino híbrido, que agrega os benefícios do ensino digital ao presencial, além de machine learning (inteligência artificial) que, entre outros benefícios, possibilita mensurar o desempenho do aluno em sala de aula.

Um dos cursos mais procurados nas redes da SuperGeeks, no ano passado, foram os Cursos Regulares, anuais. Além de terem uma trilha de aprendizagem, são os mais completos (com conteúdo atualizado constantemente e sempre trabalhando com ferramentas utilizadas no mercado).

Em pesquisa feita pela Neotrust, confirma que foram realizadas 78,5 milhões de compras online, durante os três primeiros meses do ano passado, o que confirma que, de certa forma, as franquias de tecnologia e áreas correlacionadas à tecnologia, são fundamentais para contribuir para a transformação digital dos negócios.

Precisamos preparar as crianças desde já para demandas futuras e para que façam parte de uma massa digital qualificada e preparada. Isso porque a maioria das profissões irá depender de bons conhecimentos em Ciência da Computação. Muitos empregos deixarão de existir e serão substituídos por máquinas e estaremos conectados 100% à internet e tecnologias como Inteligência Artificial, impressão 3D, realidade virtual e aumentada, robôs e drones.

Além do avanço da SuperGeeks, as novas inaugurações, o sucesso dos Cursos Regulares e do Mixes Reality, a SuperGeeks também vai lançar o modelo “Eu Empreendo”. Trata-se de uma plataforma EaD, acoplada a Games de Simulação Empresarial, que permite a aprendizagem do Empreendedorismo para jovens, a partir do oitavo ano escolar.

O novo modelo, que contará com um conteúdo prático, aplicado e com linguagem acessível, irá trabalhar soft e hard skills, por um conteúdo atual, com metodologias ativas, discussões em sala de aula, vídeo aulas e diferentes assuntos que agregam o conhecimento (Administração, marketing, RH, finanças, e muito mais).

“As expectativas são boas, principalmente pelo fato de ser um assunto tão contemporâneo, que abrange diversas áreas e, também, faz parte da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). As escolas procuram constantemente por inovação, e nada tão atual (e representativo ao tema) quanto o próprio Empreendedorismo”, finaliza Marco Giroto.

Ficha de investimentos SuperGeeks

SuperClass — Qualquer cidade ou Região mediante aprovação da matriz, atuação em outro ponto comercial correlacionado

Investimento Médio: R$ 90.000,00

Taxa de franquia: R$ 20.000,00

Royalties: Não cobra royalties

Fundo de marketing: 2% sobre faturamento bruto

Lucratividade média: 35% a 45%

Tempo de Contrato: 5 anos

Standard — Cidades acima de 250 mil habitantes ou bairro / regiões com médio poder aquisitivo

Investimento Médio: R$ 200.000,00

Taxa de franquia: R$ 35.000,00

Royalties: Não cobra royalties

Fundo de marketing: 2% sobre faturamento bruto

Lucratividade média: 20% a 30%

Tempo de Contrato: 5 anos

Franquia Small — Cidades / regiões com médio a alto poder aquisitivo

Investimento Inicial Médio: R$ 170.000,00

Taxa de franquia: R$ 30.000,00

Royalties: Não cobra royalties

Fundo de marketing: 2% sobre faturamento bruto

Lucratividade média: 25% a 35%

Tempo de Contrato: 5 anos

Tiny – Qualquer cidade ou Região mediante análise da franqueadora com preferência para cidades pequenas

Investimento Inicial Médio: R$ 150.000,00

Taxa de franquia: R$ 25.000,00

Royalties: Não cobra royalties

Fundo de marketing: 2% sobre faturamento bruto

Lucratividade média: 35% a 45%

Tempo de Contrato: 5 anos

Microfranquia — Cidades com até 250 mil habitantes mediante aprovação da matriz. Atuação Online (Home Based)

Investimento Inicial Médio: R$ 9.000,00

Taxa de franquia: R$ 5.000,00

Royalties: 5% a 10%

Fundo de marketing: 2%

Lucratividade média: 35% a 55%

Tempo de Contrato: 3 anos

Para saber mais, acesse http://supergeeks.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.