Ceará terá esquema especial de segurança em áreas com facções conflagradas

A onda de mortos registrada no Ceará entre os dias 20 e 23 de junho- mais de duas dezenas – obrigou o Governo a reforçar a segurança das ruas com policiamento, em especial nas áreas que se reconhece a existência de facções conflagradas.

O Governo também anunciou a contratação de 2.700 profissionais, entre policiais e peritos.

Um dos casos mais chocantes registrado nos últimos dias foi uma tentativa de chacina que feriu oito pessoas, matou duas e uma das vítimas foi uma criança de apenas 10 anos. Segundo a tia do menino foram disparados mais de 50 tiros contra o grupo no bairro de Barroso, no Ceará.

ÚLTIMAS

.