CE: 15 policiais são investigados por tortura, agressão e violação de domicílio

A Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário do Ceará (CGD) abriu investigações administrativas contra 15 policiais (sendo 14 militares e um penal) suspeitos de crimes como tortura, agressão física e violação de domicílio. As portarias foram publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) da última segunda-feira (12), informa o Diário do Nordeste.

Quatro praças (dois cabos e dois soldados) da Polícia Militar do Ceará (PMCE) foram denunciados por agressões físicas e violação de domicílio, em uma ocorrência no bairro Palestina, Município de Canindé, na tarde de 7 de abril de 2019. Um Exame de Corpo de Delito, realizado em uma pessoa abordada pelos policiais, identificou “ofensa à integridade corporal do paciente”, conforme a portaria da CGD que instaurou a Sindicância Administrativa.

Outros três PMs, todos soldados, também são alvos de Sindicância Administrativa, para apurar as denúncias de agressão física e abuso de autoridade, em uma abordagem a um adolescente, na Comunidade das Malvinas, bairro Bela Vista, em Fortaleza, em 21 de junho de 2019.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *