BLOG

Bolsonaro quer matar o sorriso do Brasil

Os efeitos da política letal de Jair Bolsonaro já estão manifestos na realidade brasileira de muitas formas, mas, com a proximidade das eleições presidenciais, estão ainda mais próximos dos corpos de todos nós, como pode ser comprovado no ato infeliz ocorrido em Foz do Iguaçu neste final de semana, deixando rastro de morte causada pelo ódio.

Marcelo Arruda completava 50 anos, celebrava seu aniversário em um país supostamente democrático com o tema que escolheu: Lula!

Um policial invade a festa, grita o nome de Jair Bolsonaro, ameaça pessoas inocentes, depois dispara três tiros no aniversariante, que também reage, e ambos morrem.

No twitter Lula lamenta a morte de Marcelo Arruda em sua própria festa, mas também pede compreensão para com os familiares do agressor assassino e assassinado, frisando que ambas as famílias perderam “um pai e um marido para o discurso de ódio estimulado por um presidente irresponsável”.

Como brasileiros nossa indignação também se volta para as instituições formais desse país achincalhado, pois Bolsonaro tem estimulado civis a se armarem em defesa da sua reeleição e seu canto de morte alveja petista desde os palanques de 2018.

Já não estamos encharcados de sangue o suficiente?

As instituições omissas vão esperar uma carnificina por dia, com o propósito de reeleger Bolsonaro?

Quando não podemos mais fazer nossas festas e escolhes as temáticas que nos agradam, o que resta de democracia aqui?

Candidatos usando colete à prova de balas e eleitores sendo impedidos de manifestarem suas escolhas políticas por medo da violência letal, vai se tornar normalidade no país?

Mais do que lamentar a morte de Marcelo, expressamos o repúdio pelo contexto que fermentou essa morte. Porque sabemos que a voz insana e impune de Bolsonaro não vai calar, dada sua voracidade pelo poder e riqueza do Brasil, nosso país, nossa casa, e nosso túmulo!

Quem mandou matar o Brasil? – vi nas redes sociais neste dia, o doloroso questionamento.

Quem não deseja que o Brasil vote a sorrir, pode ser a resposta.

Mas nós queremos viver e honrar as lutas de irmãos como Marcelo Arruda, e todos os militantes e ativistas assassinados pelo ódio, ganância, nazi-fascismo e demais indutores de crueldades ligados ao presidente que precisa devolver esse cargo para a democracia!

O coração do Brasil volta a enlutar, e nessa dor coletiva ressuscitar o verbo que salvará nossos destinos.

Lutar!

VEJA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

SOBRE O AUTOR