Alagoas: Ex-governador vira réu por pedaladas fiscais

O juiz Alberto Jorge Correia Correia de Barros Lima aceitou denúncia de improbidade administrativa e tornou réu o ex-governador de Alagoas Teotonio Vilela Filho (PSDB) por pedaladas fiscais na orçamento estadual.

Segundo investigações do promotor Coaracy Fonseca, do Ministério Público Estadual, as pedaladas somam R$ 1,6 bilhão e aconteceram através da abertura de créditos suplementares no exercício de 2010, totalizando R$ 1,2 bilhão “acima do limite legal de 10%” sobre R$ 5,7 bilhões “resultando um excesso de 282,82% da margem permitida pela Lei Orçamentária Anual vigente para o ano de 2010”.

Para o juiz, existem “indicativos razoavelmente consistentes de práticas de atos de improbidade administrativa” daí “não vislumbro a presença de qualquer das causas que justificam o acolhimento da defesa preliminar apresentada pelo denunciado”.

Fonseca pediu, mas o juiz Alberto Jorge negou, a indisponibilidade dos bens do ex-governador. O promotor analisa se recorre da posição do magistrado.

Deixe uma resposta