BLOG

Acuado, Lira se pronuncia e esconde Bolsonaro em nome de sinecuras do centrão

Arthur Lira nem parece presidente da Câmara dos Deputados.

Após silêncio tumular sobre as aterradoras declarações de Jair Bolsonaro, foi às redes sociais neste sábado disparar recados sem direção, misturando conceitos bregas (“Nossas instituições são fortalezas que não se abalarão com declarações públicas e OPORTUNISMO”), filosofias de bodega de esquina (“O nosso compromisso é e continuará sendo trabalhar pelo crescimento e a estabilidade do país”) e pleonasmos verborrágicos, de quem não tem muito a dizer (“A Câmara será sempre a voz de um povo livre e democrata e sempre estará pronta para ajudar o Brasil a continuar a crescer e se encontrar com seu destino de país desenvolvido e socialmente justo”).

Afinal, de qual lugar Arthur Lira está falando? Ou: qual Brasil ele inventou para ele mesmo?

O que se vê nestes tempos é um Arthur Lira acuado, exposto ao natural, sem photoshop, voz da Fiesp, fiador dos especuladores de mercado, um pote de dívidas com Bolsonaro e defensor das sinecuras do centrão.

Há interesses maiores mas Arthur Lira escolheu para si o menor de todos.

O representante alagoano na Presidência da Câmara é exatamente aquele personagem que assistimos em suas aparições ao lado de Bolsonaro: seus interesses circunspectos acima de tudo e de todos.

O Brasil caminha para uma ditadura, o presidente da República confabula com as Forças Armadas uma reação violenta contra opositores.

E temos um Arthur Lira para nos defender destes nossos inimigos.

Pobre Brasil!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O AUTOR