Nutrição, fitoenergética e terapias integrativas

            Você já procurou um atendimento nutricional? E se esse atendimento pudesse ser ampliado para uma terapia nutricional integrativa, o que você acharia? Sabia…

           

Você já procurou um atendimento nutricional? E se esse atendimento pudesse ser ampliado para uma terapia nutricional integrativa, o que você acharia? Sabia que é possível?

O blog conheceu e entrevistou a nutricionista Ivani Stello Farias, em Balneário Camboriú, Santa Catarina, e como era de se esperar, nos rendemos extasiados diante das descobertas feitas, as quais buscaremos resumir e partilhar com nossos leitores.

Talvez a maioria de nós ainda não perceba, mas Nutrição é uma ciência com imenso campo de possibilidades na promoção da saúde. Ivani Stello tomou como linha de ação a Nutrição Clínica Funcional, que soma recursos ao direcionamento terapêutico já existente, com abordagens preventivas e melhoramento de hábitos alimentares, efetivando uma terapia nutricional que orienta à mudanças e incorporação de novas condutas, visando bem estar e saúde integral.

Com o parâmetro de uma ciência integrativa, visando prevenção e tratamento, o profissional dessa linha sempre orientará seu trabalho considerando nutrientes e compostos bioativos, em detrimento da quantidade de calorias.

Ivani fez a opção por essa linha porque a visão não se limita ao alimento, mas considera o ser humano em todos os seus aspectos, ou seja leva em conta fatores sociais, emocionais, econômicos, históricos e físicos. Contextualiza a pessoa e o alimento, a considerar todas as suas propriedades. Acreditando que esta interação gera saúde.

Qual o diferencial a ressaltar neste conjunto de práticas da Nutricionista Ivani Stello Farias? É principalmente a junção da terapia nutricional integrativa com práticas holísticas, somando um material que afina ciência, qualidade de vida e crescimento consciencial.

Parece impossível? Veja como acontece o atendimento em seu consultório, que por si quebra o paradigma da sala fechada e distante da prática: o consultório é acoplado à cozinha, tendo no recanto, um jardim onde se encontram as ervas que serão utilizadas.

Para executar tal metodologia de trabalho, a própria Ivani remonta às memórias curativas das águas calmantes da infância, onde chás e afetos dos familiares traziam efeitos salutares. Unindo teoria e prática, afirma ter conquistado público e alcançado inúmeros resultados positivos. Abaixo, declara;

“ Quando um paciente me procura busca a nutricionista. Ao chegar encontra um consultório diferente, interagindo com a cozinha, o jardim e os condimentos. Na segunda consulta estes pacientes já traziam aspectos melhorados, e recebiam a orientação nutricional como complemento.”

Algumas ações integrativas, também ditas por algumas pessoas como complementares, já são reconhecidas cientificamente, como a fitoterapia e o reiki. Contudo, Ivani  diz utilizar minimamente em suas terapias o princípio ativo das plantas como medidas de cuidados, evitando com isso que alguns pacientes mais ansiosos exagerem no uso de chás. Recorre então, à fitoenergética, que é um sistema natural de cura através da energia das plantas.

Fitoenergética é considerada uma terapia que eleva a consciência humana sobre a influência vibratória no campo energético de cada ser vivo. Afirmando que há uma troca energética entre seres humanos e vegetais, que proporciona uma terapêutica da integralização com os elementos da natureza.

“Uso a fitoterapia com muita moderação, afirmou. Pois conservar a planta é mais importante do que o uso direto do princípio ativo”. A fitonergética, por sua vez, pode ser usada sem restrições, desde que siga a catalogação das plantas associando o poder energético de cada uma às necessidades apresentadas. O que resulta em um composto, de acordo com os parâmetros da energia em sua essência maior: Puro; direcionamento ao cuidado da parte do corpo afetada: Físico; forma de levar a energia ao órgão: Condutor, e harmonização da energia: Nivelador.

O terapeuta, portanto, carece de rigorosa formação e muito estudo para aplicar os cuidados devidos. Mas Ivani adverte que para dá certo as plantas não podem passar por processo de cozimentos, e pode ser inclusive, direcionado através do consumo de saladas. Para isso, faz workshops em seu consultório, integrando participantes.

Poderíamos ir muito além, mas nosso propósito de partilha também tem limites, e resumimos com a fala da nutricionista, que tem Mestrado em Saúde e Gestão do Trabalho, pela Univalli e  está em pleno processo de doutoramento pela Universidade de Coimbra, na linha Patrimônios alimentares, cultura e identidade:

“ Terapia Nutricional Integrativa é o caminho para promoção de saúde. Nós profissionais da saúde sempre fomos em busca do melhor, e nos perdemos no caminho com o excesso de medicalização, a praticidade do industrializado e o milagre dos fármacos.

Temos esquecido as memórias e a essência da cura. As terapias são convites ao retorno à essência. A sentir o chão e tocar as plantas, liberando energia estática na troca com a natureza; sendo natureza. Pois tudo o que existe na natureza, existe no ser humano, e quando saímos dela desintegramos ao longo do tempo, como rosas cortadas dos galhos, postas em vasos.”

Ana Cláudia Laurindo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *