Contra diabetes: Veja quais farmácias em Maceió e Arapiraca fazem teste de graça

O Conselho Regional de Farmácia de Alagoas em parceria com o Conselho Federal de Farmácia promovem a campanha “Diabetes não tem cara. Faça o…

O Conselho Regional de Farmácia de Alagoas em parceria com o Conselho Federal de Farmácia promovem a campanha “Diabetes não tem cara. Faça o teste”.  Desde o dia 14 até o próximo dia 30 de novembro, seis farmácias (três em Maceió e três em Arapiraca) estarão realizando testes gratuitos para medir a glicemia capilar, circunferência abdominal, peso e altura que ajudam a rastrear os casos suspeitos de diabetes.

O objetivo é contribuir para a identificação do maior número possível de pessoas que possam ter a doença e encaminhar aos serviços de saúde para diagnóstico e tratamento.

Confira quais são as farmácias que estão realizando os testes.
Maceió:
1. Farmácia do Trabalhador de Alagoas – Av Moreira Lima, 150 loja B Centro.
2. Drogaria Maceió – Av Vereador Dario Marsiglia, 291, Tabuleiro dos Martins
3. Farmácia Permanente- Av Almirante Alvaro Calheiros, 311 Stella Maris

Arapiraca:
1. Farmácia Permanente- Av Rio Branco, 79, Centro.
2. Farmácia Permanente- Praça Manoel André, 09 Centro
3. Farmácia Nacional – Praça Mal. Gabino Besouro, 222 Centro

A presidente do CRF/AL, Mônica Meira, explica que essa é uma campanha nacional e que todos os estabelecimentos aderiram voluntariamente. “Todos os testes são gratuitos e ao final do atendimento, o farmacêutico aplicará o teste Finnish Diabetes Risk Score (FINDRISC), que contribui para a avaliação do risco de desenvolvimento do diabetes”, comentou.

No Brasil, mais de 5,7 milhões de brasileiros têm diabetes e não sabem. Outros 14,6 milhões correm o risco de desenvolvê-lo num futuro próximo, conforme estimativa feita em 2017 pela International Diabetes Federation (IDF). “Precisamos mostrar a sociedade que a farmácia é um estabelecimento de saúde, e que os farmacêuticos estão aptos a realizar este atendimento inicial e se necessário fazer o encaminhamento ao médico”, afirmou.

Com informações da assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *