TJ anula júri que condenou Mirella Granconato por ocultação de cadáver

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça anulou o juri que condenou Mirella Graconato Ricciardi por ocultação de cadáver, mas a absolveu por homicídio….

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça anulou o juri que condenou Mirella Graconato Ricciardi por ocultação de cadáver, mas a absolveu por homicídio.

Assim, haverá novo júri popular, com data ainda a ser marcada.

Mirella é acusada de matar a estudante Giovanna Tenório de Andrade, em 2011. Ela foi absolvida por clemência por homicídio mas condenada por ocultação de cadáver.

No júri, em outubro de 2017, os jurados reconheceram a autoria do homicídio, mas absolveram a ré por clemência. Por outro lado, condenaram Mirella pelo crime de ocultação de cadáver.

Giovanna Tenório foi sequestrada, em junho de 2011, após sair de uma unidade do Centro Universitário Cesmac, no bairro do Farol, na Capital. Seu corpo foi encontrado dias depois, em um canavial entre as cidades de Rio Largo e Messias.

Com informações da assessoria do TJ/AL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *