PC pernambucana tem pistas sobre destino do dinheiro roubado em bancos alagoanos

Elas podem ajudar em futuras investigações sobre os crimes; assaltantes de bancos não são presos com dinheiro roubado em AL

A prisão de 15 pessoas suspeitas de assaltos a bancos em Alagoas, Pernambuco, Bahia e Piauí ofereceu, ao menos, 2 pistas importantes que podem ajudar a desvendar o rastro do dinheiro levado das agências alagoanas.

Primeira é que Rizomar da Conceição foi uma das peças-chave dos assaltos. Isso porque tinha habilidade com explosivos usados tanto para agências quanto a carros forte. Ele foi morto, segundo a polícia, no município baiano de Ibimirim, junto a José Cláudio Félix de Araújo e Fernando Machado Vasconcelos – também suspeitos dos assaltos- no dia 12.

Segunda: o dinheiro, dizem as autoridades da PC pernambucana, pode estar ajudando a abastecer o mercado de drogas e armas.

Isso, porém, não significa a desarticulação destas quadrilhas que agem como cangaceiros do século 21.

Em 9 de abril, em Natal, foi presa uma quadrilha que arrombou o banco Bradesco e se preparavam ação semelhante em uma agência do Banco do Brasil.

Só que lá os agentes da PC encontraram R$ 22 mil. E o dinheiro estava ainda com etiqueta de uma transportadora de valores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *