Armas são vendidas livremente em Alagoas- e nem precisam de lei que libere

Nas feiras alagoanas, armas de uso mais comum- como a 38- custam entre mil e R$ 1,5 mil. “As pistolas mais procuradas são de calibre 380 e Ponto 40”, diz a Gazeta deste final de semana.

O comércio de armas em Alagoas prospera. Segundo Arnaldo Ferreira são 4 mil armas negociadas por ano no Estado e um pouco de 2 mil apreendidas em operações da polícia.

Nas feiras alagoanas, armas de uso mais comum- como a 38- custam entre mil e R$ 1,5 mil. “As pistolas mais procuradas são de calibre 380 e Ponto 40”, diz a Gazeta deste final de semana.

As mais difíceis de serem encontradas são as mais disputadas por organizações criminosas, como os fuzis, metralhadoras e submetralhadoras. “Alguns contatos e “facilitadores” são pessoas com livre trânsito na sociedade porque desenvolvem atividades profissionais acima de qualquer suspeita”, diz Ferreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *