Qual escola no Brasil ‘ensina’ criança a ser gay?

Ideologia de gênero é uma escola inventada, no Brasil, que ensina crianças ou adolescentes a serem gays ou lésbicas; onde crianças têm aulas sobre sexo (tocam vaginas e pênis uns dos outros); onde ensinar Biologia é um crime, porque vale o estudo bíblico sem aprofundamento lógico

Geraldo Alckmin é mais um dos candidatos a presidente a falar da ideologia de gênero, uma notícia tão falsa quanto uma nota de três reais, mas insistentemente repetida, como Sócrates dizia, antes de se defender em seu célebre julgamento, terminando na condenação dele à pena de morte:

– Senhores, mentiram tanto sobre mim que eu quase acreditei.

Ideologia de gênero é uma escola inventada, no Brasil, que ensina crianças ou adolescentes a serem gays ou lésbicas; onde crianças têm aulas sobre sexo (tocam vaginas e pênis uns dos outros); onde ensinar Biologia é um crime, porque vale o estudo bíblico sem aprofundamento lógico.

Ora, uma lenda indígena dizia que a Terra nasceu de uma grande barriga. Ela cresceu tanto que estourou, formando nossos mares e rios.

É uma lenda, assim como a lenda de Adão e Eva.

Mas, a lógica científica também deve ser abordada. Ou não?

Voltando a Geraldo Alckmin. Em sabatina, ele disse ser contra à ideologia de gênero porque a tarefa de falar sobre sexualidade é do pai e da mãe.

Bobagem: antes dos jovens perguntarem ao professor (se perguntarem), eles verão “aulas” no Whatsapp, no Snapchat, no Instagram, no Facebook. Tudo sem filtro.

Por trás da ideologia temida pelo “carola” Alckmin está um projeto maior, como na ditadura militar, ao se proibir a circulação de revistas eróticas no Brasil: “em nome da moral e dos bons costumes”.

Mentira! Estas revistas traziam entrevistas abordando a situação do Brasil na comunidade internacional, em especial os casos de tortura e desaparecimentos.

E isso arranhava o falso prestígio dos militares.

Usou-se um sofisma para se chegar ao objetivo real.

Assim como o objetivo da ideologia de gênero é criminalizar o professor que falar sobre política ou religião em sala de aula.

O sofisma é o mesmo: “moral e bons costumes”.

Mentem tanto que até Geraldo (“Santo”) Alckmin acredita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *