Reajuste de 2,95% está sendo pago a menos, denunciam servidores

Acordo com Governo deveria incluir insalubridade e adicional noturno; proporção também está sendo paga com diferença menor no salário

Publicado em 5 de julho, no Diário Oficial do Estado, o reajuste de 2,95% nos salários dos servidores públicos vem sendo pago de maneira errada, segundo contra-cheques encaminhados ao blog.

O acordo foi: subsídio anterior mais 2,95%. “Nas contas faltam R$ 2, R$ 3, R$ 4. Além disso, no resultado, deveriam também estar somados o adicional noturno, a insalubridade.

Em aviso na página da Secretaria de Planejamento e Gestão- quando o funcionário acessa seu contra-cheque, via internet- diz-se que o pagamento foi pago proporcionalmente.

“Está errado. O reajuste é de 2,95% e ponto final. Tem que ser o subsídio anterior vezes 2,95, ÷ 100, aí, o resultado soma-se ao subsídio, da mesma forma a insalubridade, o adicional noturno. Está menos, não existe essa história de proporcional como eles dizem. Foi assim no reajuste do ano passado. E porque esse ano é diferente? Estão tirando o dinheiro da gente”.

Segundo o Governo, o reajuste ainda será implantado e ninguém recebeu ainda.

“A primeira faixa receberá no último dia do mês, conforme o calendário de pagamento do Estado”, explicou.

Os 2,95% foram aprovados em 13 de junho pela Assembleia Legislativa; o Governo enviou a mensagem de aumento aos deputados em 9 de maio.

Mas, para valer, o reajuste tinha de estar publicado no Diário Oficial do Estado. E isso só aconteceu quase um mês depois: 5 de julho.

One thought on “Reajuste de 2,95% está sendo pago a menos, denunciam servidores

  1. Esse governo fala economia, mas a secretaria da fazenda está cheia de carioca tudo custeado por esse governo mentiroso. Imagine quantos cariocas o secretário trouxe?? Tudo pago pelo Estado. Economia para nos dar aumento a quem de fato trabalha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *