Pela 2ª vez, Justiça desmarca audiência do caso Davi

Foi desmarcada, pela 2ª vez, a audiência na Justiça que ouviria a mãe da única testemunha assassinada após o desaparecimento e morte do jovem…

Foi desmarcada, pela 2ª vez, a audiência na Justiça que ouviria a mãe da única testemunha assassinada após o desaparecimento e morte do jovem Davi da Silva.

A audiência com a mãe de Raniel Victor Oliveira da Silva seria nesta quinta-feira (11).

Davi foi vítima de tortura, sequestro, assassinato e seu corpo sumiu. Ele tinha 17 anos. Para o Ministério Público, ele foi morto pelos policiais militares Eudecir Gomes de Lima, Carlos Eduardo Ferreira dos Santos, Victor Rafael Martins da Silva e Nayara Silva de Andrade, que abordaram Davi antes do desaparecimento.

Todos respondem ao crime em liberdade e seguem trabalhando em suas funções.

Raniel foi assassinado em 24 de novembro de 2016, a tiros e pedradas.

Davi da Silva foi morto e seu corpo nunca encontrado, em 25 de agosto de 2014, no bairro do Benedito Bentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *