Universidade que formou elite colonial brasileira protesta contra Sérgio Moro

A Universidade de Coimbra, em Portugal- que formou a nossa elite colonial num passado não tão distante e hoje abriga a maior quantidade de…

A Universidade de Coimbra, em Portugal- que formou a nossa elite colonial num passado não tão distante e hoje abriga a maior quantidade de alunos brasileiros fora do país- amanheceu com os muros pichados. Era um protesto contra a presença do juiz Sérgio Moro- denunciado pelo ex-advogado da construtora Odebrecht, Rodrigo Tacla Duran- em evento privado que debate corrupção e transparência.

Segundo a Associação de Pesquisadores e Estudantes Brasileiros em Coimbra, os métodos de atuação judicial usados por Moro são contestados no Comitê de Direitos Humanos da ONU.

Informações: Folha de São Paulo

Deixe uma resposta