Defender imunidade para policiais matarem é crime, diz ex-chefe do MP em Alagoas

Coaracy Fonseca: “Será que se você aderir a esse tipo de proposta CRIMINOSA, você não estará sendo cúmplice da barbárie?”

Promotor de Justiça e ex-procurador-Geral de Justiça, Coaracy Fonseca disse que a proposta de Jair Bolsonaro (PSL) de oferecer a policiais imunidade para matar é crime e exige posição do Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal e Conselho Nacional do Ministério Público (Conamp).

“Será que se você aderir a esse tipo de proposta CRIMINOSA, você não estará sendo cúmplice da barbárie? Qual a posição do MPF sobre isso? Qual a posição do MPE sobre isso? Qual a posição da CONAMP sobre essa afirmação CRIMINOSA? Deixou de existir o Ministério Público no Brasil? A sociedade merece uma resposta oficial. Essa proposta extrapola a imunidade parlamentar. Incita à violência”, explica.

Para Bolsonaro, policial que mata no Brasil deve ser condecorado: “Se matar 10, 15 ou 20 ele tem que ser condecorado e não processado”, disse, ao ser sabatinado no Jornal Nacional, em 28 de setembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *