Cabeça Preta mostra questão racial em Alagoas

NEG – Instituto do Negro de Alagoas convida a todas e todos para o Festa/Lançamento do Cabeça Preta – Pesquisas sobre a Questão Racial…

NEG – Instituto do Negro de Alagoas convida a todas e todos para o Festa/Lançamento do Cabeça Preta – Pesquisas sobre a Questão Racial em Alagoas que acontece próximo dia 19 de Maio, sábado, a partir das 15 horas na Casa do Afoxé no bairro de Jaraguá. Aberto ao Público.Classificação Etária: Livre.

Os trabalhos que compõem Cabeça Preta – pesquisas sobre a questão racial surgem nesse momento histórico de recrudescimento do pensamento conservador na sociedade brasileira, caracterizado por suas intransigências, miopias e desqualificação dos debates sobre a questão racial, o que contribui para a permanência da dominação racial.

Dessa forma, para esses intelectuais e ativistas negros/as a luta política torna-se mais árdua, pois pretendem demonstrar para a sociedade a dimensão da força da raça e do racismo nas mais diferentes áreas e campo social, como entrave para uma democracia mais completa,
para se construir um lugar melhor para se viver, para fazermos de fato, como observava Milton Santos, parte da nação brasileira.

O INEG tem apresentado uma luta constante pela implementação de ações afirmativas na educação superior e nos programas de pós-graduação, tem sido uma organização, uma rede de apoio, para articular ideias, ações e estratégias que desafiem o racismo epistemológico, numa relação dialógica com as organizações negras. Um dos seus objetivos, presente nesta publicação, é apresentar um exame detalhado do racismo
enquanto um fenômeno e suas intersecções com as diferenças de classe, gênero e sexualidade. Os temas recorrentes dessa obra fornecem reflexões para as questões contemporâneas, abrindo espectros de possibilidades para um modo de vida sem racismo.

Compõem o CABEÇA PRETA – Pesquisas sobre a Questão Racial em Alagoas produções de Ana Carla Moraes, Denis Angola, Jefersson Santos, Fábio Ferreira, Marcia Susana, Sérgio Santos, Williem Freitas, Denis Angola, David José e Sérgio Santos todos negros oriundos da Periferia de Alagoas. A Publicação está sendo vendida na Loja da Edufal.

Na Programação Cultural dessa data festiva o melhor da arte negra periférica de Maceió: o reggae da Freedom Songs, o coco de roda de Rogério Dyaz, Natalinha Marinho, Arielly Oliveira e Mary Alves prometem uma tarde da melhor música.

Visitem nossa Fan page:
https://m.facebook.com/InstitutoDoNegroDeAlagoas/…

SERVIÇO:
Festa/Lançamento CABEÇA PRETA – Pesquisas sobre a Questão Racial em Alagoas
#PeriferiaResiste

19 de Maio (Sábado)
A partir das 15 horas
Local: Casa só Afoxé Avenida Comendador Leão – n° 79 – Jaraguá.

Informação: 55 82 99632 6584

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *