Por que ninguém quer a abertura da caixa preta das empresas de ônibus?

Aumentar o valor da passagem de ônibus em Maceió sem abrir a caixa preta das empresas integra a paisagem na capital alagoana. Nenhum juiz,…

Aumentar o valor da passagem de ônibus em Maceió sem abrir a caixa preta das empresas integra a paisagem na capital alagoana.

Nenhum juiz, nenhum promotor, nenhuma entidade representativa dos estudantes, nenhum sindicato- nem os maiores de Alagoas, o Sinteal ou o Sindpol- são capazes de, ao menos, pressionar por uma auditoria para avaliar as planilhas de custos apresentadas por estas empresas.

Somente após esta auditoria, percentuais de reajuste seriam definidos. Se houvesse reajuste.

Está escrito nas letras miúdas da licitação do transporte público de Maceió: todos os anos, em janeiro, a passagem de ônibus será reajustada.

É uma cláusula pétrea.

No entanto, a qualidade do transporte urbano é tão ruim que os clandestinos, operando aos pedaços, assustam a SMTT.

Assustam não pela segurança ao usuário do transporte. Mas, para salvaguardar o bolso da meninada dona dos cofres das grandes empresas.

Daí veremos nos próximos dias aquele museu de novidades: as empresas querem passagem a R$ 4,02 (ficará R$ 4,05, sem os R$ 0,03 de troco). O prefeito Rui Palmeira (PSDB) será obrigado a negociar. E a caixa preta segue fechada.

Porque é assim.

Deixe uma resposta