Operação da PF atinge coração do PSDB alagoano; Vilela era o ‘Bobão’ da Odebrecht

PSDB é Teotonio Vilela Filho em Alagoas desde sempre. Por isso, a operação Caribdis- que investiga peculato, corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa…

PSDB é Teotonio Vilela Filho em Alagoas desde sempre. Por isso, a operação Caribdis- que investiga peculato, corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa nos lotes 3 e 4 do Canal do Sertão, entre 2009 e 2014- pode não ter a consequência eleitoral contra o ex-governador mas, neste momento, atinge a cúpula dos tucanos no Estado, porém, com desgaste menor.

Desgaste menor porque o ex-governador não foi preso como André Pucinelli, do PMDB de Mato Grosso do Sul- suspeito de fraudar licitações e contratos no Estado.

Lembrando que Vilela é citado na delação do ex-executivo da Odebrecht, Alexandre Biselli, e conhecido como o “Bobão” nas planilhas da construtora (mais aqui).

Desgaste maior vai para o prefeito Rui Palmeira, que assumiu o PSDB local num dos piores momentos da legenda, com saída de prefeitos do partido para o PMDB- do rival Renan Filho- incluindo, no pacote, a deterioração nacional dos tucanos.

Lembrando que o PSDB está no Governo Michel Temer, que coordena, em tese, a Polícia Federal, agora com novo diretor.

Deixe uma resposta