Mácleim: Maceió, meu aquário preferido, faz aniversário

Mácleim Hoje, Maceió – meu “aquário” preferido – está completando 203 anos com todos os revezes e avanços inerentes à idade. Pois bem, pelo…

Mácleim

Hoje, Maceió – meu “aquário” preferido – está completando 203 anos com todos os revezes e avanços inerentes à idade. Pois bem, pelo ponto de vista da orla deslumbrante, pela diversidade cultural, pela gastronomia saborosa e pelas imensas possibilidades turísticas, sim, esta data deve e merece ser comemorada.

Porém, levando-se em consideração o transporte público e o trânsito caótico, a falta de cidadania nos menores gestos, o descaso com a orla lagunar e seus habitantes, além de qualquer outro ponto de vista mais profundo e menos superficial, sobretudo, ao fato de que somos a capital de um Estado que se fosse um país seria o pior do mundo – pelos índices do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa) –, aí não há o que ser comemorado.

Portanto, sem ser pessimista, lamento que 203 anos não bastaram, não foram suficientes para solucionarmos alguns dos nossos problemas atávicos. Aprimorar o olhar crítico, pelo viés construtivo, implícito a esta possibilidade, talvez seja um caminho capaz de abrandar o alagadiço à beira-mar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *