Kali: Melina Freitas silencia sobre acusação da PF

Ainda é inexplicável o silêncio da secretária de Cultura, Melina Freitas, sobre a acusação da Polícia Federal de que a pasta paga o motorista…

Ainda é inexplicável o silêncio da secretária de Cultura, Melina Freitas, sobre a acusação da Polícia Federal de que a pasta paga o motorista particular do ex-prefeito de Marechal Deodoro, Cristiano Matheus, investigado pela Operação Kali, da PF.

Ouvida através da assessoria, Freitas disse que analisa seu quadro de servidores. “Estamos apurando internamente”.

A Secult não tem tantos funcionários assim. A aposta- talvez- seja a do esquecimento do assunto.

Lembrando: o motorista não ocupa nenhum cargo público. Ouvido, o “motorista laranja”, segundo a PF, porque ele oculta bens de Matheus, disse que nunca trabalhou na secretaria.

Deixe uma resposta